Sobre o excesso da iluminação noturna

Se os seres humanos se sentissem de fato à vontade sob a luz da Lua e das estrelas, atravessaríamos contentes a escuridão, com o mundo da meia-noite tão visível para nós quanto ele é para um vasto número de espécies noturnas.

Mas somos criaturas diurnas, com olhos adaptados para viver sob a luz do Sol. Esse é um fato evolucionário básico, mesmo que as pessoas, em sua maioria, não se vejam assim, do mesmo jeito que também não costumamos nos pensar como primatas, mamíferos ou terráqueos. No entanto, é o único jeito de explicar o que fizemos com a noite: nós a manipulamos.

Enchemos a escuridão de luz para que se tornasse mais acolhedora. Essa atitude não é diferente do represamento de um rio. Seus benefícios trazem conseqüências – a chamada poluição luminosa – cujos efeitos os cientistas só agora começam a estudar.

A poluição luminosa é em ampla medida resultado dos maus projetos de iluminação que deixam a luz artificial extravasar pelos lados e pelo céu, onde não é necessária, em vez de focar para baixo, como deveria ser. Sistemas de iluminação mal projetados devastam a escuridão da noite e alteram os níveis de luz, bem como os ritmos associados à luminosidade, aos quais muitas formas de vida, inclusive a nossa, estão adaptadas.

Sempre que a luz artificial escapa pela natureza, algum aspecto da vida animal – migração, reprodução, alimentação – se vê afetado.

Leia mais em Lit Arquitetura de Iluminação e saiba da importância de projetar corretamente a iluminação urbana.

Vista aérea noturna de Brasília (mas poderia ser qualquer grande cidade). viagem Goiania set 09 Casa Cor Sus 010

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: