Apa das ilhas da Baía da Ilha Grande ameaçada.

Recebi e repasso. Assinei e deixei meu comentário.

A medida q o tempo passa e q a população cresce, aumenta a impermeabilização do planeta.. É momento de construir com a vegetação, ruas, tetos e paredes verdes, controle térmico, racionalização de energia. Para que nossos descendentes possam ter oportunidade de conhecer áreas preservadas, é preciso que decisões de APAS sejam respeitadas, que novas sejam criadas!”

Gente precisamos convercer nossos governantes que a preservação da natureza deve estar acima de mandatos políticos!

Lourdes Zunino

COSTA VERDE AMEAÇADA

Decreto do Governador Sérgio Cabral permite maior ocupação de áreas e construção de empreendimentos nas ilhas da Baía da Ilha Grande.

A APA de Tamoios, área formada por 93 ilhas da Baía da Ilha Grande além de uma faixa costeira no continente de 81 quilômetros, criada em 1986 e regulamentada em 1994 foi criada para assegurar a proteção do ambiente natural e seus ecossistemas, espécies raras e ameaçadas de extinção, bem como comunidades caiçaras integradas naqueles ecossistemas, encontra-se hoje ameaçada.

O decreto estadual nº. 41.921, publicado pelo governador Sérgio Cabral em junho deste ano, flexibilizou as regras de ocupação da área permitindo a construção, antes restrita aos proprietários com área já construída, a todos os que têm terreno, inclusive aqueles que não tinham qualquer edificação, provocando uma verdadeira corrida ao ouro na Baía da Ilha Grande.

O Conselho Consultivo da APA, criado em 2008 e composto por inúmeras entidades de representação social que atuam na área, instrumento legal de gestão participativa, sequer foi consultado. Nem a chefe da APA, funcionária do governo estadual, foi informada na ocasião do decreto.

Elaborado nos bastidores, o referido decreto fere fundo a sociedade civil. A decisão do governo contraria a regra do Sistema Nacional de Unidades de Conservação (Snuc) e atropela todos os principios Sistema Democrático de Direito.
Conselhos Gestores são ferramentas legais, que exprimem com legitimidade o posicionamento da sociedade civil organizada.

O Governador Sérgio Cabral desrespeita a sociedade civil, demonstra desapreço pela área ambiental e perde credibilidade. De cima para baixo, sem aviso prévio, estimula a especulação imobiliária na região que dará cabo das poucas e bem preservadas áreas que compõem a Baía da Ilha Grande, patrimônio de todos os brasileiros.

Lamentando o perigoso retrocesso afirmamos nossa disposição para usar todos os instrumentos democráticos para a manutenção da conservação ambiental na Baía da Ilha Grande:
EXIGIMOS A REVOGAÇÃO DO DECRETO nº 41.921 JÁ!

Assine e mantenha verde a nossa Costa!     Por gentileza, assinem a petição!
  http://www.petitiononline.com/dav08nov/petition.html

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: