Fale Conosco

 

É fácil participar IN VERDE

 

..

 

Entre em contato:

 

– Deixe sua mensagem em “Responder a esta postagem” no final desta página (ou escolha a página com seu assunto de preferência deste site)

.

– Envie um e-mail: inverde.mail@gmail.com

.

– Solicite o cadastro para receber nosso mailing

.

– Seja um parceiro em nossos projetos

.

– Faça parte deste grupo!

.

A sua participação é super importante para transformarmos o lugar onde vivemos com mais infraestrutura verde e sustentabilidade urbana!!!

Ganha a cidade, ganhamos todos nós!!!

.

 Até breve,

Equipe  Inverde

69 Responses to Fale Conosco

  1. Paulo Cesar disse:

    Prezada Cecília, sou aluno do curso de paisagismo no Jardim Botânico e fui informado que vocês estariam ministrando um curso na PUC (nova área de paisagismo e urbanismo – planejamento e desenho ambiental). Estou muito interessado e gostaria de saber como proceder. Grato,
    Paulo César Maltez.

  2. Danielle Freitas disse:

    Olá, li a respeito da INVERDE e me interessei bastante. Sou técnica ambiental e gostaria de poder participar do Instituto. Há como proceder?

    • Cecilia Herzog disse:

      Oi Danielle, Somos todos voluntários e focamos atualmente em educação e pesquisa. Como vc pensa em participar? Onde mora?
      abcs,
      Cecilia

  3. Ana Carla Oliveira disse:

    Olá! Meu nome é Ana Carla, estou desenvolvendo uma pesquisa na Faculdade de como deixar as paradas de ônibus de Presidente Prudente/SP mais agradável. Meu grupo pensou em um ponto de ônibus em cima de um projeto sustentável. Por onde devo começa????

    • Cecilia Herzog disse:

      Olá Ana Carla, Dá uma olhada no blog de Cecilia Herzog: Cidades para TODOS. Tem um artigo que mostra um ponto de ônibus em Eindhoven na Holanda que deve ser o que está procurando.

      Boa sorte!

      Saudações ecológicas
      INVERDE

  4. Anselmo Augusto Cardoso de Meneses disse:

    Urgente!!!!Entre em contato se tiver interesse de participar de licitação de um termo de referencia para elaboração de estudos e alternativas modais de transporte publico coletivo e viabilidade econômica para território da grande Aracaju e proposta de modelo de gestão para alternativa selecionada.No momento tenho um projeto em 3D que encontra-se no youtube (acessando metro de superfície Aracaju SIMU),porém fui informado das exigências do edital e a nossa empresa idealizadora do projeto está de fora por não atender as exigências. Pois o interesse é para que a empresa de Jaime Lerd de Curitiba implante o tal BRT criando um impacto ambiental sem precedentes, onde derrubam centenas de árvores de canteiros de nossas avenidas. Ressaltamos que a Secretária do Meio Ambiente do nosso Estado está favorável ao nosso projeto,pois o mesmo não agride a natureza, estando ecologicamente correto.Estamos a disposição para assessorar caso haja interesse.

    • Cecilia Herzog disse:

      Olá Anselmo,

      Não temos como participar de licitações. Estamos muito focados em ensino e pesquisa no momento.

      Espero que consigam fazer o melhor para a cidade. Conhecemos bem o que é o mito do progresso a qualquer custo. Custa a qualidade de vida das pessoas e a erradicação da biodiversidade e de áreas ecologicamente essenciais para evitar tragédias e perdas humanas, sociais e econômicas.

      Boa sorte.

      Se pudermos ajudar de alguma outra maneira, entre em contato.

      Abcs,
      Cecilia Herzog

  5. Mônica Schramm disse:

    Olá Cecília
    Escrevo para perguntar sobre o curso anunciado “Arquitetura e Urbanismo Sustentável” pois ainda não recebi retorno para as mensagens que enviei para os emails indicados. Ainda existem vagas? O curso vai mesmo ocorrer em agosto?
    Um abraço
    Mônica

  6. Larissa Mota disse:

    Gostaria de saber se há alguém que dê seminários sobre construção sustentável..
    Aguardo urgentemente resposta!

    • Cecilia Herzog disse:

      Olá Larissa,

      Somos um grupo de professores de diversas áreas de sustentabilidade urbana. em que área gostaria, e para qual público?

      Abcs,
      Cecilia

      • Larissa Mota disse:

        Gostaramos de um professor para falar sobre Gesto de Resduos Slidos.

        Larissa Mara Gonalves Mota Acadmica do Curso de Tecnologia em Construo de EdifciosVice-Presidente do CATCEUniversidade Estadual Vale do Acara – UVA

        Date: Fri, 26 Oct 2012 12:26:17 +0000 To: larissamotaccivil@hotmail.com

      • Cecilia Herzog disse:

        Olá Larissa,

        Vamos repassar seu email para a pessoa que trata desse tema. Espero que possa ajudar.

        abcs,
        Cecilia Herzog

  7. monica santos disse:

    a paz!!! meus amados, lindo tudo isso.. vcs dão curso de garrafas pet ? ou sabem aonde posso fazer aqui no rj. bjs…

    • Cecilia Herzog disse:

      Olá Monica,

      Damos curso de infraestrutura verde. Talvez o TEo Cordeiro da permacultura dê. Procure no facebook.

      Abcs

      Equipe Inverde

  8. luzia antunes disse:

    Oi gostei muito do trabalho que vcs estão fazendo,sou educadora fisica,e estou criando um projeto para a minha cidade,que é (corpo ativo) e incentivar a pratica do uso de bicicletas em um dia da semana, e estou precisando de material de apoio pra concluir esté projeto.Vou mostra para a camara municipal para que seja aprovada,o fechamento de uma rua para essa atividade,e futuramente uma criaçao de uma ciclovia.

  9. Claudione Fernandes de Medeiros disse:

    Sou estudante da nona fase de Arquitetura e Urbanismo pela UDESC, na cidade de Laguna/SC e estou fazendo minha tese aplicando estruturas verdes no centro de Laguna. Gostaria de material para meu estudo de caso de Seattle/WA/EUA. Não estou achando material.

    Agradeço se alguém ajudar.

    Clau

    • Cecilia Herzog disse:

      Olá Clau,

      Se tiver acesso ao número 25 da REvista PAISAGEM E AMBIENTE da FAU-USP, tem um artigo que fala sobre infraestrutura verde com casos de micro drenagem em Seattle. Tem o caso da SEA Street, e inúmeros outros. Mas, em portugués e acessível aqui é mais difícil. Tem aqui em nosso blog no link https://inverde.wordpress.com/artigos-e-teses/ um artigo que escrevi para a SEA que tem o caso de Seattle, mas bem resumido.

      Você já conferiu nos artigos postados lá?

      Abraços,
      Cecilia Herzog

  10. Vanessa Ferraz disse:

    Olá Cecília.
    Sou arquiteta, moro em copacabana e vou iniciar uma pós agora em Construções Sustentáveis no INBEC.
    Acabei de retornar de um curso de permacultura no IPEMA. Sensacional!
    Gostaria de conhecer mais pessoas do rio que se importam com o meio ambiente para ter mais força para melhorar a cidade. Implantar conceitos da permacultura no meio urbano.
    Gostaria muito de conhecê-la e visitar a INVERDE.
    Aguardo o seu contato
    Obrigada,
    Vanessa Ferraz.

    • Cecilia Herzog disse:

      Olá Vanessa,

      Que boa notícia! realmente esse é nosso objetivo. Se me mandar seu telefone, posso entrar em contato e conversamos.

      Saudações ecológicas,
      Cecilia

  11. scheila vidigal santos disse:

    Ola pessoal da IN VERDE !
    Sou de Vila Velha (ES) e preucuro saber sobre os Tijolos Ecologicos, li bastante a respeito mas nao consigo fontes certas para compras. Gostaria de saber se voces podem me ajudar ?
    Seria muito grata !

    • Lourdes Rosa disse:

      Olá Scheila,
      Fiz uma rapida pesquisa na rede colocando ES depois de tijolo ecologico e apareceram algumas opções. Aqui no Rio recomendo a Lapin de Magé, mas é preciso verificar a qualidade do material, recusar peças com defeito. Na Enrico Rio uma aluna relatou que teve problemas para trocar material defeituoso. O melhor é comprar o mais perto de sua obra, pedir certificados, testes de resistência, saber se a empresa tem documentação legal. Espero ter ajudado a pesar da demora na resposta!!!
      abçs
      Lourdes Zunino

  12. clarissa wanderley pires ferreira disse:

    Gostaria de saber se o Instituto só atua no RJ ou em outras capitais, ou se vocês conhecem grupos que atuam nesta área aquí em SP.

    Obrigada, Clarissa

    • Cecilia Herzog disse:

      Olá Clarissa,

      Estamos situados no Rio. Só conheço a USP que tem o laboratório LABVERDE, mas é acadêmico. No entanto, tem a revista Labverde que pode interessar. Está disponível na internet.

      Costumo ir a São Paulo. Se puder ajudar me fale.

      abraços,
      Cecilia Herzog

  13. Gil disse:

    Olá pessoal do “Inverde”. Meu nome é Gil Doliath (26), sou arquiteta e urbanista, e moro na cidade de Palmas(TO). Estou tentando ajudar o sr. Inácio J.Oliveira Neto (45), que é inventor e também reside aqui. Ele desenvolveu um projeto de um tijolo feito a partir de pneus velhos triturados. O bloco ficou altamente resistente, térmico, acústico e não -inflamável, devido a outros agregados. Ele patentiou e agora depois da pesquisa internacional(em sigilo) ele pode colocar no mercado este produto, que reduz em 60% a mão-de-obra, nao produz entulho e torna considerávelmente menor o custo do levante de paredes. Só que ele precisa de alguma empresa parceira para implantar esse projeto, que dará um fim louváve (habitação) para pneus velhos poluentes. Meu email e telefone é: gil_doliath@hotmail.com (63)9222-7922, e o telefone de contato dele é (63)8444-3266.Desde já obrigada, espero que possam nos ajudar. Gil Doliath

    • Cecilia Herzog disse:

      Olá Gil,

      Esse tijolo parece ser muito interessante. Acho que realmente estamos precisando encontrar novos e inteligentes usos para todos os nossos resíduos.

      Como gostaria que ajudássemos?

      Abraços ecológicos,
      Cecilia Herzog

  14. M. Teresa Carvalho disse:

    Cecilia,
    Nós nos conhecemos na sexta passada, dia 14/10 na sua palestra na Defesa Civil, lembra?
    Sorry, pela terrível dor de cabeça que me acometeu lá de repente e que praticamente estourava minha caixa craniana de tanta dor. Há mais de 15 anos não sentia aquilo. Por isso não consegui conversar direito com vc.
    Então, acabo de me inscrever no seu site com meu email yahoo, mas acho q te dei o gmail. São todos: awarehealing e sempre .com sem br, ok?
    Lembrando: fui minhocultora por um bom tempo e forneci humus da melhor qualidade pra pessoas físicas e para um shopping na zona norte, o Nova América. Descobri um modo de ter o melhor dos húmus depois de algum tempo.
    Além disso, especializei-me na Fiocruz em elaboração e gestão de projetos sócio comunitários. O meu próprio projeto foi: Ecoponto: Resíduo Sustentável, onde reciclamos o óleo vegetal de cozinha e espalhamos ecopontos para isso.
    Bem, meu emails estão dados e meu cel (único # q tenho) (21) 8315-0814.
    Entre em contato quando quiser.
    Na Paz.
    Abs.
    Teresa Carvalho

    • Cecilia Herzog disse:

      Olá Teresa,
      Claro que me lembro de você.
      Temos um projeto embrionário de minhocário numa escola fundamental.
      Estou fora do Rio, e retorno na semana que vem. Assim que der ligo para conversarmos.
      Abraços ecológicos,
      Cecilia

  15. Oi Cecícia, bom esse canal de comunicação !
    Vamos trocando !

  16. MARIA INÊS DEMILLECAMPS disse:

    OLÁ, CECÍLIA,
    SOUBE DA INVERDE PELA SHEILA SANTOS.
    SOU MORADORA DO LEME E PARTICIPO DE UM MOVIMENTO CHAMADO SOSLEME, Q/ DEFENDE A REALIZAÇÃO DE UM PLANO DE ESTRUTURAÇÃO URBANA PARA O BAIRRO. GOSTARIA DE SABER SE VCS PODERIAM NOS AJUDAR COMO PARCEIROS.
    NO MOMENTO A QUESTÃO MAIOR ESTÁ SENDO O PROJETO DA SECRETARIA DE HABITAÇÃO (JORGE BITTAR) “MORAR CARIOCA VERDE”, que tem como um dos objetivos organizar e urbanizar as favelas do Chapéu Mangueira e da Babilônia, inclusive reassentando as famílias que possuem moradias em áreas de risco.
    Este projeto, entre outras coisas, prevê a construção de um prédio de quatro andares, para (segundo a Secretaria de Habitação do Município do RJ), reassentar famílias da comunidade do Babilônia, somando um total de 112 apartamentos a serem construídos num terreno que foi da Aeronáutica, dentro da comunidade do Chapéu Mangueira. Este terreno possui cerca de 5000 metros quadrados, tem pelo menos 5 nascentes, está com mata atlântica em estágio avançado de regeneração, e, segundo moradores do Chapéu Mangueira, é um terreno inclinado e possui áreas cheias de entulho. Não seria papel da prefeitura, zelar e manter áreas de preservação permanente de mata atlântica, ao invés de devastá-las para construções dessa magnitude?

    • Cecilia Herzog disse:

      Olá Ines,

      Obrigada pelo contato. Temos interesse em participar de ações positivas que implementem infraestruras verdes nas cidades com o entendimento de sua ecologia.

      Vou entrar em contato com vc no final do mes.

      Abraços ecológicos,
      Cecilia

    • Lourdes Rosa disse:

      Olá Maria,
      Realmente preocupante o teu relato. Se a area tem nascentes e está se recuperando o ideal é sem duvida preservar, mas e a área com entulho? se puder virar um local de coleta e transformação do lixo, seria ideal. Se o local não é apropriado para reassentamento é preciso identificar outro que possa solucionar o problema para fortalecer a argumentação com a prefeitura. Ou estudar com os tecnicos da prefeitura proposta com menor impacto possível.
      Abraços
      Lourdes Zunino

  17. Carol Daemon disse:

    Olá, mantenho um blog sobre sustentabilidade e gosto de abordar ecobuilding e reciclagem de construções já existentes.
    Estou seguindo vocês e gostaria de contar com seu voto para o TOPBLOG.
    Um grande abraço,
    Carolina

  18. Luciana Paz disse:

    Prezada Cecília,
    Estou muito feliz de ter descoberto a ONG de vocês através da reportagem da revista de Domingo de 29 de maio de 2011.
    Moro em frente ao terreno da UBES/UNE (Flamengo) e a que chamo de minha “querida árvore”. Apesar de ficar pouco em casa, admiro esta que é a fonte de alimento de vários tipos de pássaros, pelo menos 5 diferentes (incluindo lindíssimas maritacas) e que muito provavelmente será derrubada com a construção da nova sede da UNE no terreno retomado.

    Ao saber da notícia da retomada, comecei a pesquisar um pouco sobre o projeto e mandei um email para a UNE, através de seu site oficial, questionando se a árvore seria derrubada. Nunca tive resposta…

    Não contente com isso, não desisti de lutar ou pelo menos de me manifestar contra tal crime. Apesar de não ter certeza se a árvore será derrubada ou não, a planta do projeto prevê a construção de um estacionamento subterrâneo no terreno, o que na minha opinião de leiga da arquitetura, não manterá a árvore em pé.

    Resolvi então escrever uma Petição Pública online pela salvação da árvore, o que coincidentemente aconteceu na mesma época das chuvas na região serrana. Ficava claro naquela época, que a existência das árvores ao nosso redor é essencial para nossa sobrevivência, para o nosso querido planeta. Enviei o link para meus conhecidos, amigos e parentes assinarem, mas poucos se manifestaram, somente os mais próximos. Um clique e uns 15 segundos bastariam para registrar com a assinatura a vontade de manter um ser vivo em seu local natural, de onde nunca deveria sair e morrer somente quando a Natureza quisesse. Não quando como a Martha Medeiros citou numa de suas colunas entitulada “Mais uma árvore” (bem legal, por sinal) disse, “a motosserra dissesse Perdeu, moça”.

    Segue o link da minha petição para sua assinatura e de todos para quem puderem divulgar. Não sou de brigar publicamente por muitas coisas, mas como a própria Martha Medeiros citou na sua matéria, o que interessa de fato é também um certo idealismo. Eu sou apaixonada pela Natureza e pelo menos pela árvore, minha vizinha preferida, de frente para a minha janela todos os dias até hoje, eu estou tentando lutar.

    http://www.peticaopublica.com.br/?pi=P2011N5449

    Não sei o verdadeiro alcance e impacto desta petição, mas pelo menos a inquietude quanto à situação não ficou guardada no meu peito. E nunca poderei dizer que não tentei!

    Um grande abraço,
    Luciana

  19. Ronaldo Rodrigues de Carvalho disse:

    Dra. Cecília,

    Primeiramente quero parabenizá-la pelo trabalho.
    Sou Arquiteto, e estou com a missão de elaborar um projeto que deve ter como premissa básica a sutentabilidade. Trata-se de uma Academia de Treinamento Espiritual da Seicho-No-Ie. Esta filosofia de vida tem como uma das principais bandeiras atualmente, a sustentabilidade, tanto que se tornou a primeira entidade religiosa a receber o Certificado ISO 14.001 no Japão.
    Gostaria de saber como posso obter a ajuda da sua ONG neste processo, de forma a contemplar todos os aspectos relevantes a uma edificação sustentavel deste porte, tanto na construção como no uso futuro.

    Obrigado

    Ronaldo R. de CArvalho

    • Cecilia Herzog disse:

      Olá Ronaldo,

      O que você tem em mente? é para toda a área onde o templo está implantado? é uma construção nova ou vai ser adaptada?

      Estou fora do país até o fim do mes de junho.

      Vou enviar seu contato para a Lourdes, que deverá entrar em contato com você.

      Abraços,

      Abraços,
      Cecilia

    • Lourdes Rosa disse:

      Podemos ajudar com as informações que divulgamos ou com consultoria específica. Refletindo sobre sua solicitação, decidi postar alguns parâmetros de projeto na aba construção sustentável. Dê uma olhada. Tente aplicar o máximo destes conceitos em seu projeto.
      Depois gostaria de receber seus comentários se lhe foi útil.
      Abraços
      Lourdes

  20. Eva Motta disse:

    Olá!
    Sou professora em Eldorado do sul e minha escola vai começar uma campanha para a comunidade reciclar óleo de cozinha usado.Vamos participar de uma feira que acontece todo ano no município e este ano o assunto é “sustentabilidade”.Procurando informações,achei vocês.Achei este projeto superinteressante.Parabéns!

    • Cecilia Herzog disse:

      Todas as ações educativas e de conscientização são de grande importância! Parabéns pelo seu trabalho.
      Abraços,
      Cecilia

  21. Felipe Moraes Seabra disse:

    Olá!
    Sou aluno de Arquitetura da UFRJ.
    Estou no 9° da Faculdade.
    Estou começando a montar meu projeto final de graduação. Sempre pensei em atuar na área de Habitação Social. Como área de estudo para esse projeto, defini o Complexo do Alemão.
    Estou pequisando algumas intervenções e alguns grupos culturais e sociais que trabalham no local.
    Ao falar com o Afroreggae, eles me informaram sobre os projetos de vocês. Me indicaram como referência a Doutora Lourdes Zunino.
    Gostaria de poder ter um contato melhor com a instituição e poder falar mais sobre minha proposta e ver seus projetos como referência.
    Grato pela a atenção
    Felipe Seabra

    • Lourdes Rosa disse:

      Oi Felipe,
      Vc poderia vir no meu escritório p conversarmos. Gostaria sim de cohecer suas propostas de intervenção no Alemão. Me liga para combinar. 22389309.

      • Felipe Moraes Seabra disse:

        Olá Drª Lourdes.
        Desculpe-me pela demora de um outro contato.
        Por conta desse projeto, estive ( e ainda estou…) muito preso aos trabalhos da Faculdade.
        Primeiro, quero agradecer pelo interesse!!!!
        Essa semana, con certeza irei ligar pra ti.
        Tenho a certeza que vocês irão ajudar muito no desenvolvimento de meu Trabalho Final de Graduação

      • Lourdes Rosa disse:

        Ok Felipe, aguardo seu telefonema.
        sdçs

  22. Alexandra Athayde Fonseca disse:

    Parabéns equipe in verde pela qualidade dos artigos publicados.

  23. Olá!!

    Recebi d eum amigo jornalista a divulgação de um ciclo de palestras no Parque Lage e gostaria de me cadastrar no mailing de vocês.

    Também pensei na possibilidade de uma parceria. Tenho feito encontros de Yoga Verde no Parque Lage uma vez por mês com o objetivo de resgatar a importãncia da prática junto à natureza. Despertando o desejo dos praticantes em ter uma vida mais sustentável e preservar os espaços verdes que nos restam.

    Quem sabe poderíamos fazer algo juntos?

    Aguardo um contato.

    Abraço fraterno,
    Mariana

  24. Ricardo Toledo disse:

    Cecília,
    O tema do próximo seminário, como todos os dos demais seminários promovidos pela INVERDE, é mais do que oportuno, é urgente. Acho que a INVERDE com seus fóruns tem tido um papel de relevância na formação de opinião de especialistas, técnicos e cidadãos preocupados com a inovação e sustentabilidade da cidade do Rio de Janeiro. Ela está nesse momento, talvez como nenhuma outra entidade, colocando-se à frente como um contraponto importantíssimo ao da lógica antiga do Estado de “planeja quem executa”. Mas, somos todos pacientes, insistentes como os agricultores, os semeadores e, sabemos que um dia as sementes irrompeão as resistências do solo e adversidades do clima e os frutos virão… com toda força!
    Na próxima semana estarei em Angra a trabalho, mas também preciso ir ao Rio resolver alguns problemas e vou ver se consigo participar. Caso não consiga, fica aqui o meu desejo de que seja mais um sucesso.
    Abs,
    Ricardo Toledo
    Eng. Florestal

    • ceciliaherzog disse:

      Obrigada pelo comentário incentivador, Ricardo. É muito bom saber que estamos de alguma forma contribuindo para que venhamos a ter cidades melhores, sustentáveis e resilientes, com a participação de seus maiores interessados: os seus moradores!
      Espero que possa vir na quarta.
      Abc
      Cecilia

  25. Simone Prado disse:

    olá.
    Gostaria de receber seu mailing – como proceder?

    • acmrsm21 disse:

      Olá Simone!
      Anotamos seu e-mail e a partir de agora você ficará atualizada com as nossas notícias.
      Obrigada pelo seu intersse e mantenha contato.
      Abraços,
      Ana Cecília.

    • ceciliaherzog disse:

      Olá Simone,
      Para receber nossos posts, é só pedir no final da página. Estamos também no Twitter e no Facebook.
      Assim manteremos contato.
      Abraços cordiais,
      cecilia

  26. Ruth Tupinamba disse:

    olá estou querendo saber como devo proceder para projetar o documentario Uma Mudança no Mar no II FUASA da UFRJ? O FUASA é um festival que busca integrar a arte e a sustentabilidade ambiental.
    vou enviar o release do evento para voces mas gostaria de saber se isso é possivel, e se a cecilia ou o daniel poderiam falar para os participantes do evento depois da projeção do filme.
    att,
    ruth tupinamba

    • Inverde disse:

      Oá Ruth!

      Que maravilha que está interessada em divulgar este documentário com um assunto tão importante para a humanidade!
      Nós iremos entrar em contato com você!

      Um abraço,
      Equipe Inverde

  27. bom dia,
    gostaríamos de nos inscrever ( 2 pessoas) para assistir ao filme de hoje, sábado dia 24/04/2010.
    como proceder? a que horas será?
    abraços e obrigado.
    Arnaldo.

    • ceciliaherzog disse:

      Olá Arnaldo,

      Ficamos felizes com sua presença ontem na projeção do documentário “Uma Mudança no Mar”. esperamos que tenha gostado.

      Grande abraço,
      Cecilia Herzog

  28. Rafaela de Jesus Souza disse:

    Olá, queria parabénizar pelo Blog, é incrivelmente fascinante, tudo que apresenta.
    Tenho apenas 16 anos, tive de fazer um trabalho de sociologia criando uma cidade Utópica, onde minha parte era falar sobre infra estrutura e meio ambiente, e a fonte principal da minha pesquisa foi o Blog, e saiu muio bom o resultado, já que os projetos são bons e pouco conhecidos(pela minha turma desnteressada). Era isso, parabéns e continuem assim!🙂

    • ceciliaherzog disse:

      Olá Rafaela,
      Você deu um sentido muito precioso para nosso trabalho. Precisamos de pessoas de sua geração para que o Rio possua cidadãos conscientes e engajados no presente e futuro da cidade. Se precisar de algo mais, pode entrar em contato, que estamos à disposição para aulas e palestras em sua escola.
      Um grande abraço,
      Cecilia Herzog

  29. Liamar Reis Policastro disse:

    Fui e sou uma protetora natural de tudo que constitue o universo, amo e desejo ajudar a manter a força ativa que estabeleceu, e TENTA conservar a ordem natural de tudo quanto existe.
    Gostaria de participar e me atualizar destas tentativas.
    Obrigada
    Lia.

  30. amaury disse:

    gostaria de receber orientações sobre telhado verde

  31. Gostaria de cnhece-los e participar
    Como faço?

    • Inverde disse:

      Obrigado pela sua mensagem, Virginia!

      Para nos conhecer, haverá uma palestra dia 26 de outubro (acesse Palestras), lhe aguardamos lá!

      E desejando participar, será bem-vinda! Iremos lhe contactar!

      Até mais,
      Equipe Inverde

  32. Priscila Luggeri disse:

    Gostaria de registrar aqui a minha admiração a equipe Inverde pela constante iniciativa de proporcionar ao público informações preciosas através de palestras tão bem selecionadas e organizadas!
    Um grande abraço,

    Priscila

    • In Verde disse:

      Obrigado pela sua presença e mensagem, Priscila!

      Nós desejamos além de informar, criar uma massa crítica para o Rio de Janeiro afim de sensibilizarmos para as questões importantíssimas de infraestrutura verde e sustentabilidade urbana.

      Contamos com você!

      Até mais,
      Equipe IN VERDE
      inverde.mail@gmail.com

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: